Açoriano Oriental
Grupo assalta fábrica de joias e foge com reféns no Rio Grande do Sul
Um grupo que na madrugada de hoje assaltou uma fábrica de joias em Cotiporã, no Rio Grande do Sul, Brasil, mantém reféns entre sete e nove pessoas, incluindo uma criança, noticia a imprensa brasileira.
Grupo assalta fábrica de joias e foge com reféns no Rio Grande do Sul

Autor: LUSA/AOnline

O assalto ocorreu na madrugada de hoje quando um grupo de homens armados utilizou explosivos para arrombar a porta principal da fábrica de joias, situada no centro do município de Cotiporã, no Rio Grande do Sul.

O grupo de assaltantes foi interceptado pela polícia quando se preparava para fugir do local.

Pelo menos três assaltantes morreram e dois polícias ficaram feridos sem gravidade numa primeira troca de tiros junto à fábrica.

Um dos assaltantes mortos foi identificado como Elisandro Rodrigo Falcão, considerado o criminoso mais procurado do Rio Grande do Sul, refere a imprensa brasileira.

Durante a fuga, os restantes assaltantes, cujo número ainda se desconhece, tomaram como reféns entre sete pessoas e nove pessoas para utilizá-los como escudos e impedir a aproximação da polícia.

“Além dos três mortos, acreditamos que há quatro ou cinco que estão foragidos", disse o comandante da Brigada Militar, coronel Sérgio Abreu, citado pelo portal noticioso G1.

O grupo de assaltantes fugiu rumo a uma região florestal próxima, onde a Polícia Militar do Rio Grande do Sul esta a concentrar as suas buscas.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.