Saúde

Greve dos enfermeiros do INEM é uma paralisação "sem sentido"


 

Lusa / AO online   Nacional   25 de Fev de 2010, 10:51

A ministra da Saúde, Ana Jorge, considerou esta quinta-feira “sem sentido” a greve nacional dos enfermeiros do Instituto Nacional de Emergência Médica, uma vez que “não estão em causa os postos de trabalho” destes profissionais.
“É uma greve sem sentido ou sem razão, dado que não estão em causa os postos de trabalho destes enfermeiros e, portanto, é incompreensível”, afirmou Ana Jorge, à margem do Fórum Gulbenkian Saúde, subordinado ao tema “Mind Faces - As diferentes faces da saúde mental”, que decorre hoje na Gulbenkian, em Lisboa.

Ana Jorge sublinhou que “as pessoas têm todo o direito de se manifestar, mas era bom que o fizessem com a consciência do que é que está em causa”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.