Governo vai solucionar "a seu tempo" situação laboral de funcionários do IFPA


 

Lusa/AO Onlie   Regional   18 de Dez de 2008, 13:58

O governo açoriano garantiu hoje que vai resolver "a seu tempo" a situação laboral dos 11 funcionários do Instituto de Financiamento da Agricultura e Pescas (IFAP) no arquipélago, rejeitando críticas feitas pelo CDS/PP sobre o caso.

  "O Governo Regional nunca deixou de ter atenção e sensibilidade para a situação dos referidos quadros, nem para um assunto que acompanha desde a primeira hora e que resolverá a seu tempo, tal como tem vindo a acontecer noutras situações laborais", adianta uma nota da secretaria regional da Agricultura e Florestas.

    Na quarta-feira o CDS/PP Açores acusou o governo açoriano de "insensibilidade" em relação aos funcionários, que estão confrontados com "um final antecipado de carreira", na sequência da regionalização deste organismo.

    Em conferência de imprensa o líder da bancada parlamentar dos populares açorianos, Artur Lima, disse que o protocolo entre o IFAP e o Governo Regional para regionalização de competências "não acautela a situação profissional dos experientes e especializados quadros técnicos" desta entidade.

    Na resposta, o Executivo Regional afirma que "não são correctas, nem aceitáveis" as declarações feitas pelo dirigente do CDS/PP nas ilhas, porque "só visam criar instabilidade nos próprios visados".

    "No âmbito da extinção das delegações do IFAPDAP operada pelo Governo da República e passagem dos funcionários para um regime de mobilidade especial da administração central, o Governo Regional afirmou, por diversas vezes, que seria disponibilizada uma solução, para a integração nos serviços da administração regional", acrescenta a nota.

    O Executivo afirma, também, que "em nenhum momento ou circunstância" foi necessário ou solicitada a intervenção destes funcionários para acções de formação dos quadros já existentes nos serviços regionais, que têm à sua responsabilidade a execução do Programa de Desenvolvimento Rural da Região Autónoma dos Açores (PRORURAL), até 2013.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.