Europa

Governo vai contratar empresa para fazer lóbi junto de instâncias europeias


 

Lusa/AOonline   Regional   6 de Out de 2008, 15:32

O Governo açoriano vai contratar os serviços de uma empresa especializada para fazer lóbi junto das instâncias europeias, potenciando a rede de contactos e capacidade interventiva na pré-elaboração de legislação comunitária de interesse regional.
O director regional dos Assuntos Europeus e Cooperação Externa, Rodrigo Oliveira, adiantou à agência Lusa que a contratação deste serviço visa "chamar a atenção para as nossas potencialidades e condicionalismo contactando directamente com os responsáveis pelas pastas que interessam aos Açores".

    O concurso para a prestação de "serviços de lóbi a favor da Região Autónoma dos Açores" junto das instâncias europeias foi hoje publicado no Diário da República e em breve sairá no Jornal Oficial da Comunidade Europeia, indicou.

    Rodrigo Oliveira explicou que a apresentação de candidaturas terá início em Novembro, sendo posteriormente feita uma pré-selecção de cinco empresas finalistas, a quem o Governo Regional vai pedir que apresentem em concreto a sua forma de actuação e custo.

    Transportes, política regional, fundos comunitários, politica de coesão e investigação são alguns dos pontos da agenda legislativa a nível europeu que interessam, particularmente, ao arquipélago e onde os serviços da empresa especializada em lóbi poderão ser úteis à região.

    "Uma empresa de lóbi, com uma estrutura permanente de contactos, pode alertar-nos anteriormente para a pré-elaboração legislativa de assuntos como o mar, ambiente e alterações climáticas", afirmou Rodrigo Oliveira, alegando que este serviço "não substitui a acção do Governo é antes uma mais valia".

    Escusando-se a avançar quanto vai custar à região este serviço, Rodrigo Oliveira considerou que "não está inviabilizada a abertura de um escritório dos Açores em Bruxelas para fazer lóbi, mas assegurou que por agora esta hipótese "não está em cima da mesa".

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.