Função Pública

Governo propôs aumentos salariais de 2,1% para 2008


 

Lusa/ AO   Nacional   16 de Out de 2007, 11:12

O Governo propôs hoje aumentos salariais de 2,1 por cento para os funcionários públicos no próximo ano, valor igual à inflação esperada em 2008, revelou Ana Avoila, coordenadora da Frente Comum de Sindicatos da Administração Pública.
A Frente Comum foi a primeira estrutura sindical a ser recebida hoje no Ministério das Finanças, para o início das negociações salariais da Função Pública para 2008.

    Estas negociações começaram tendo por enquadramento a promessa do primeiro-ministro, José Sócrates, de que o Executivo tudo fará para que os funcionários públicos não percam poder de compra no próximo ano.

    O valor de 2,1 por cento para os aumentos salariais cumpre o objectivo de evitar a perda de poder de compra, se a inflação for a esperada, mas fica aquém das propostas apresentadas pelos sindicatos da Função Pública, que variam entre os 3,5 por cento, do Sindicato dos Quadros Técnicos do Estado (STE), e os 5,8 por cento, da Frente Comum, que exige também a garantia de que nenhum trabalhador tenha um aumento inferior a 50 euros.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.