Governo melhora cenário macroeconómico para 2014

Governo melhora cenário macroeconómico para 2014

 

Lusa/AO online   Economia   8 de Out de 2013, 11:58

O Governo estima uma melhoria do cenário macroeconómico para 2014, sustentado por uma ligeira recuperação do consumo privado, um decréscimo do consumo público e uma subida das exportações e do investimento.

De acordo com o documento enviado aos parceiros sociais, a que a agência Lusa teve acesso, o Governo estima para este ano uma quebra do Produto Interno Bruto (PIB) de 1,8% (2,3% na anterior avaliação) e um crescimento de 0,8% em 2014 (contra os anteriores 0,6%).

“As componentes da procura interna deverão apresentar uma recuperação no próximo ano mais notória ano nível do investimento e consumo privados, enquanto a procura externa líquida deverá apresentar um contributo positivo em ambos os anos com a manutenção do crescimento das exportações em 2014”, lê-se no documento.

O consumo privado deverá apresentar uma ligeira recuperação em 2014, “após o ajustamento ocorrido ao longo dos últimos anos relativamente à evolução do PIB real, na sequência de vários anos em que o consumo cresceu acima do produto”.

Relativamente ao consumo público, o Governo prevê um decréscimo de 2,8%, “tendo em consideração o efeito das medidas de consolidação orçamental que têm vindo a ser implementadas”.

Quanto ao investimento, o Executivo de Passos Coelho estima que apresente uma subida de 1,2%, “justificado essencialmente pela recuperação das componentes do investimento empresarial e de bens de equipamento”.

Já o crescimento das exportações de bens e serviços deverá situar-se em cerca de 5%, enquanto as importações deverão apresentar uma recuperação em 2014, com um crescimento de 2,6%.

Em consequência, “e pelo terceiro ano consecutivo, prevê-se que a economia portuguesa apresente uma capacidade de financiamento face ao exterior, reforçada para 3,4% do PIB, beneficiando de uma melhoria na evolução da balança corrente”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.