Governo dos Açores vai criar 111 vagas para idosos em quatro ilhas da região

Governo dos Açores vai criar 111 vagas para idosos em quatro ilhas da região

 

Lusa/AO Online   Regional   27 de Mar de 2019, 10:40

O Governo Regional dos Açores vai criar em 2019 um total de 111 vagas para idosos em centros de noite e casas de repouso nas ilhas do Corvo, São Jorge, Pico e São Miguel.

Vasco Cordeiro falava durante a inauguração da obra de requalificação do serviço de apoio domiciliário da Santa Casa da Misericórdia do Corvo, na terça-feira, onde foram criadas quatro novas vagas.

“Em 2018 foram criadas 42 novas vagas para idosos em centros de noite e casas de repouso em várias ilhas da nossa região. Este ano de 2019 vamos prosseguir com este reforço criando mais 111 vagas, a começar por estas quatro, que hoje inaugurámos, a que se seguirão também, um reforço nas ilhas de São Jorge, Pico e São Miguel”, avançou o líder do executivo.

Na ilha do Corvo, as quatro vagas asseguradas pela obra de requalificação, inaugurada hoje, são resultado de um investimento de 700 mil euros que permitiu ampliar infraestruturas de apoio, como a cozinha ou a lavandaria, instalar um gabinete médico e criar mais dois quartos com casas de banho privativas.

Vasco Cordeiro destacou que esta é uma medida de “coesão geracional, porque não se resume a prestar apoio somente ao serviço de apoio domiciliário e ao centro dia da Santa Casa da Misericórdia do Corvo”, mas serve também as crianças da ilha do Corvo, através da disponibilização de refeições para os alunos da Escola Básica e Secundária Mouzinho da Silveira.

A Santa Casa da Misericórdia do Corvo fornece, desde o início do ano letivo, refeições aos alunos da escola do Corvo, que não tem serviço de refeitório, tendo o provedor da instituição, Marco Pereira, adiantado que, “a partir do próximo período”, terão também capacidade de servir refeições às crianças da creche.

Sobre a possibilidade de estender o serviço ao pessoal docente da escola, afirmou que “é uma situação que está a ser analisada” e que acredita que “já no próximo ano letivo vai estar o problema resolvido”.

Vasco Cordeiro esteve presente na inauguração, que integra o programa da visita do executivo açoriano às ilhas do grupo ocidental: Corvo e Flores.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.