Açoriano Oriental
Covid-19
Governo dos Açores reconhece que situação impõe "cautelas acrescidas"

O presidente do Governo dos Açores, Vasco Cordeiro, reconheceu, esta segunda-feira, que a evolução da covid-19 impõe "cautelas acrescidas neste momento", estando o executivo regional reunido para estudar "eventuais melhorias" que possam ser implementadas.


Autor: Lusa/AO Online

"Julgo que é do conhecimento de todos a evolução que a situação está a ter a nível internacional e nacional também, e julgo que é uma situação que impõe cautelas acrescidas neste momento", declarou o governante, falando aos jornalistas em Ponta Delgada à entrada para uma reunião do Conselho do Governo destinada a analisar a pandemia de covid-19.

O chefe do executivo açoriano sublinhou que a conjuntura do vírus "muda a toda a hora, todos os dias", pelo que "não deve causar estranheza" que eventuais medidas aplicadas na região "ontem ou anteontem" possam ser "avaliadas, revertidas" em virtude da "evolução da situação".

Na comparação com março e com o surgimento dos primeiros casos, os Açores têm agora, nomeadamente ao nível do Serviço Regional de Saúde, "melhores condições", quer "em termos de equipamentos quer de recursos humanos", para lidar com os casos de covid-19, acrescentou.

Também ao nível económico, houve um "conjunto de medidas introduzidas" para mitigar os efeitos da pandemia, sinalizou Vasco Cordeiro.

 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.