Indústria

Governo aprova investimentos de 65 milhões de euros na indústria automóvel


 

Lusa/AOonline   Economia   23 de Out de 2008, 15:33

O Governo aprovou três contratos de investimento no valor global de 65,1 milhões de euros na área da indústria automóvel e componentes, abrangendo Aveiro, Oliveira de Azeméis e Évora.
Os três investimentos foram anunciados no final de um Conselho de Ministros, que se realizou na Tapada de Mafra.

    Em Aveiro, a Renault propõe-se a modernizar a sua unidade industrial de Cacia (Aveirense de Componentes para a Indústria Automóvel), investindo 28,8 milhões de euros.

    De acordo com as estimativas do Governo, com este investimento serão criados 100 postos de trabalho, bem como a manutenção de 995.

    Em 2013, ano de termo da vigência do contrato, a unidade da Renault deverá atingir um valor de vendas de 2,6 mil milhões de euros e um valor acrescentado de aproximadamente 447 milhões de euros (em valores acumulados desde 2004).

    O investimento da Gestamp em Oliveira de Azeméis destina-se a modernizar a unidade industrial de produção de componentes metálicos para a indústria automóvel e, segundo o executivo, permitirá "o desenvolvimento de algumas micro e pequenas empresas da região".

    O investimento ascende a 12,9 milhões de euros e envolve a criação de 80 postos de trabalho e a manutenção de 248.

    O terceiro dos contratos de investimento pretende expandir a capacidade de produção da unidade fabril da empresa da Tyco Electronics Componentes Electrónicos localizada em Évora.

    O investimento é de 23,4 milhões de euros e envolve a criação de cinco novos postos de trabalho, assim como a manutenção de 1485.

    O Governo diz que o investimento vai permitir que os produtos "com a mais recente tecnologia" do "cluster" automóvel passem a ser fabricados em Portugal.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.