Açoriano Oriental
GNR registou 10.415 ocorrências de fogo desde o início deste ano
A Guarda Nacional Republicana registou, desde o início deste ano, 10.415 ocorrências de incêndio e deteve 70 pessoas, de acordo com dados divulgados hoje GNR.
article.title

Foto: DR
Autor: Lusa/AO Online

 

De acordo com os mesmos dados, esta força militar aplicou 1.154 contraordenações por infração ao sistema nacional de defesa da floresta contra incêndios, identificou 787 pessoas e realizou 619.480 fiscalizações, mais 136.794 do que em 2014.

No âmbito das ações de primeira intervenção nos incêndios florestais, que ficaram a cargo dos 591 militares do Grupo de Intervenção de Prevenção e Socorro (GIPS), a média de saídas helitransportadas foi de 3.482, mais 4,02% que a média verificada entre 2006 e 2014, que foi de 3.342.

Estas saídas tiveram uma taxa de sucesso (domínio das chamas de um incêndio no tempo máximo de 90 minutos) de 97,55% este ano, contra os 96,69% verificados entre 2006 e o ano passado.

As ações de vigilância e de patrulhamento das áreas florestais e investigação das causas dos incêndios foram desempenhadas por 948 militares e civis do Serviço de Proteção da Natureza e do Ambiente (SEPNA), que validaram 8.474 incêndios e investigaram 7.596.

Em 2014, a GNR registou 9.758 ocorrências de incêndios, deteve 39 pessoas, identificou 526 e aplicou 2.504 contraordenações.

Em 2013, foram registadas 23.801 ocorrências, detidas 43 pessoas, identificadas 750 e aplicadas 2.910 contraordenações.

Em 2012, o total de ocorrências foi de 27.151. Foram também detidas 36 pessoas, identificadas 1.052 e aplicadas 2.730 multas.

O ano de 2011 foi aquele em que a GNR registou maior número de ocorrências de incêndios – 31.147. Foram detidas 22 pessoas, identificadas 430 e aplicadas 3.440 multas.

 

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.