Leilão de Novilhas

Genética abre porta de negócios


 

Luís Pedro Silva/Lusa   Regional   7 de Dez de 2007, 09:16

O presidente da Associação Agrícola de São Miguel afirmou que a venda de bovinos dos Açores para Portugal Continental poderá aumentar caso a indústria de lacticínios não subam o preço do leite ao produtor.
Jorge Rita revelou existir uma “elevada procura de animais” no exterior do arquipélago, dadas as qualidades genéticas dos bovinos das ilhas, conjuntamente com a garantia de sanidade da Região e apontou a venda de bovinos como uma “janela de oportunidade” para os agricultores aumentarem as suas receitas, caso o preço do leite mantenha o mesmo preço.
Jorge Rita defendeu que a retirada de animais das explorações açorianas poderá, assim, representar uma alternativa de rendimento para as explorações regionais se a indústria de lacticínios não aumentar o preço do leite pago à produção.
Este aumento terá de ser, no mínimo, de quatro cêntimos por cada litro entregue nas fábricas, salientou o presidente da AASM, alegando que o preço do leite ao consumidor final subiu cerca de 12 cêntimos.
“Não é uma questão de chantagem”, explicou o presidente da associação agrícola, para quem em causa está os rendimentos dos produtores.
Salientou, ainda, que da parte da indústria “vai começar a haver muita preocupação se começar a sair muitas novilhas” da região, uma situação que poderá ser evitada com o aumento do preço da matéria-prima.
O presidente da Associação Agrícola de São Miguel falava, na Ribeira Grande, no primeiro leilão de novilhas gestantes da raça Holstein Frísia (produção de leite) com a presença de cinco empresários continentais.
Uma iniciativa que constituiu uma “demonstração inequívoca da grande apetência, a nível nacional, pelos animais da Região”, garantiu o dirigente associativo, ao destacar a importância da “venda de genética” para o sector em vários países, caso da Suíça, Irlanda, Canadá e Holanda, sendo apontada como uma forma alternativa de aumentar os rendimentos das produções.

Governo apoia agricultores
O secretário regional da Agricultura e Florestas defendeu durante o primeira leilão de novilhas gestantes da raça Holstein Frísia, que existem condições de mercado para os industriais do sector precedam a mais ajustamentos no preço a pagar aos produtores.
O governante açoriano homenageou os criadores de São Miguel que participaram no 28º concurso da raça Holstein Frísia, que decorreu em Outubro, em Aveiro.
Paralelamente, os membros da direcção da Associação Agrícola receberam uma distinção pelo trabalho realizado.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.