Galp quase duplica desde que entrou para PSI20

Galp quase duplica desde que entrou para PSI20

 

Lusa / AO online   Economia   23 de Out de 2007, 12:29

As acções da Galp, que fazem hoje um ano chegaram à bolsa portuguesa, foram o segundo título que mais valorizou no PSI 20 no último ano, tendo quase duplicado o seu valor, a beneficiar sobretudo da melhoria das margens de refinação e das novas descobertas para exploração e produção.
De acordo com as contas feitas pela Lusa com base em dados da agência Bloomberg, desde o dia 23 de Outubro de 2006, quando foi feita a colocação em bolsa, a 5,81 euros, as acções da petrolífera portuguesa valorizaram 96 por cento, para os 11,38 euros.

    A Soares da Costa foi a única acção que valorizou mais do que a Galp, ao somar um ganho de 249 por cento.

    A tendência nos últimos doze meses dos títulos da Galp Energia foi sempre de subida e o máximo da acção foi atingido nos 11,79 euros, a 3 de Outubro de 2007.

    Nesse período, foram transaccionadas em média 1,2 milhões de acções por dia.

    A justificar este bom desempenho da petrolífera portuguesa estiveram vários factores: a empresa beneficiou da alta do preço do petróleo, da subida das margens da refinação e de inúmeras descobertas que têm sido anunciadas em Angola e no Brasil para exploração e produção petrolífera.

    Os acordos anunciados entre a Galp e a Venezuela para a exploração de petróleo também ajudaram a empresa a ganhar valor.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.