Aviação

França quer substituir as caixas negras pelo rastreio por satélite

França quer substituir as caixas negras pelo rastreio por satélite

 

Lusa/AO Online   Internacional   16 de Dez de 2009, 07:44

A França defende que as caixas negras, registo de voz e dados dos aviões, sejam substituídas o mais rápido possível por um sistema de rastreio por satélite dos aparelhos, disse terça-feira o secretário dos Transportes.

"Tiramos ensinamentos da catástrofe do voo Air France AF447", declarou o secretário de Estado, Dominique Bussereau, numa referência ao Airbus A330, que se despenhou no Atlântico entre o Rio de Janeiro e Paris na noite de 31 de Maio a 01 de Junho com 228 pessoas a bordo.

Bussereau reuniu-se com os jornalistas em Montreal depois de ter discutido questões de segurança e o desafio que representam as alterações climáticas para a aviação com o presidente do Conselho da Organização da Aviação Civil Internacional (OACI), Roberto Kobeh.

"Gostaríamos que se trabalhasse em novas tecnologias para encontrar e localizar os gravadores de voo e ver como é que se pode salvaguardar em tempo real os dados de voo", declarou Bussereau.

A França quer também que a OACI seja também "muito activa" para resolver um outro problema levantado pelo acidente do voo AF447, ou seja, a presença, nomeadamente acima dos oceanos, de vastas "zonas brancas" desprovidas de cobertura de radar.

Estas questões de segurança serão discutidas durante uma conferência de alto nível organizada pela OACI em Março, precisou, por sua vez, Kobeh.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.