FCT atribui 1.350 bolsas de doutoramento no concurso de 2019


 

AO Online/ Lusa   Ciência   3 de Ago de 2019, 11:10

A Fundação para a Ciência e Tecnologia (FCT) atribuiu 1.350 bolsas de doutoramento no concurso de 2019, que se saldou por uma taxa de aprovação de cerca de 40% face às 3.333 candidaturas apresentadas, adiantou esta sexta feira o Governo.

Segundo uma nota do Ministério da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior (MCTES), os resultados representam a atribuição de mais 400 bolsas de doutoramento em comparação com o concurso anterior.

“As bolsas deste concurso juntam-se às cerca de 250 bolsas atribuídas nos Programas de Doutoramento financiados pela FCT ainda em curso, bem como as bolsas atribuídas noutros âmbitos, como nos das parcerias internacionais ou de programas específicos, esperando-se atingir cerca de 1900 bolsas de Doutoramento a conceder até ao final de 2019”, refere o MCTES.

As bolsas foram atribuídas em todas as áreas científicas e decorre agora um período de contestação aos resultados: “Os candidatos têm acesso aos comentários que justificam a classificação atribuída à sua candidatura e dispõem até 10 dias úteis para, em sede de audiência prévia de interessados, apresentar eventuais argumentos junto do painel de avaliação”.

“Das bolsas agora atribuídas 77% serão integralmente realizadas em Portugal, 18% serão mistas (parte em Portugal e parte no estrangeiro) e 5% serão realizadas integralmente no estrangeiro. Dos candidatos selecionados, 89% têm nacionalidade portuguesa. No total foram atribuídas bolsas a candidatos de 32 países, incluindo Portugal, destacando-se nos estrangeiros (11% do total), os de nacionalidade brasileira (62 bolsas), italiana (26 bolsas), iraniana (10 bolsas) e espanhola (8 bolsas). As mulheres representaram 59% dos candidatos selecionados e os homens 41%”, adianta o MCTES.

No período de receção de candidaturas, que decorreu entre 28 de fevereiro e 29 de março, foram submetidas 3.397 candidaturas, das quais 3.333 válidas e avaliadas por 330 avaliadores distribuídos por 36 painéis científicos.

Das 1.350 bolsas atribuídas, 1.037 são para realizar em Portugal, 249 são mistas e 64 no estrangeiro.

“O próximo Concurso para a Atribuição de Bolsas de Doutoramento será aberto em 2020. Tal como nos últimos dois concursos, o período de candidatura irá decorrer durante o primeiro trimestre do ano, de forma a que os resultados estejam disponíveis antes do início do ano letivo”, adianta o MCTES.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.