FC Porto arranca triunfo ao Varzim e assume liderança do grupo C da Taça da Liga

FC Porto arranca triunfo ao Varzim e assume liderança do grupo C da Taça da Liga

 

Lusa/Ao online   Futebol   1 de Nov de 2018, 12:03

O FC Porto venceu esta quarta feira o Varzim, por 4-2, em partida da segunda jornada do grupo C da Taça da Liga de futebol, em que os ‘dragões' só no segundo tempo desenharam um triunfo ‘suado'.

Os poveiros até foram os primeiros a marcar, por Jonathan, aos 30 minutos, mas apesar de o FC Porto ter operado a reviravolta, com os tentos de Bazoer (42) e Soares (73), os visitantes ainda empataram, por Haman (75), forçando o FC Porto a trabalho extra para garantir o triunfo beneficiando de um autogolo de Payne (81) e um golo final de André Pereira (86).

Com este triunfo os ‘azuis brancos' dão um passo importante para seguir para fase final da competição, assumindo liderança do grupo, com quatro pontos, mais que um Varzim que segue no segundo lugar e à frente de Desportivo de Chaves (um) e Belenenses (zero), que ainda se vão defrontar para fechar a ronda.

Sabendo a importância de vencer, depois do empate na jornada inaugural frente ao Chaves, o FC Porto até entrou no jogo a fazer a valer o maior estatuto, mas apesar de ter assumido o controlo dos acontecimentos, não demorou a disfarçar uma evidente falta de entrosamento.

Isto porque o técnico dos portistas, Sérgio Conceição, promoveu uma autêntica revolução na equipa, trocado todos os jogadores que alinharam no último jogo, frente ao Feirense, apostando, inclusive, em duas estreias esta época: os centrais Mbemba e Chidozie.

Com tantas mexidas, os ‘dragões' mostravam pouco desenvoltura, e ao procurar jogar pela certa não criavam grandes dificuldades à coesa equipa poveira, que, paulatinamente, foi perdendo o respeito ao adversário, e com uma equipa mais rotinada, foi espreitando o contra-ataque.

Do outro lado, o FC Porto tentava contornar as suas dificuldades coletivas, com algumas ações individuais, criando a sua melhor oportunidade aos 27, num duelo entre Hernâni e o guardião dos poveiros Emanuel, que defendeu um remate e recarga do avançado portista.

Ao desperdício dos ‘azuis e brancos' respondeu o Varzim com surpreendente eficácia, quando Jonathan, no primeiro remate enquadrado com a baliza da equipa, esboçou um excelente tiro, sem hipóteses para Vaná, inaugurando o marcador, aos 30 minutos.

Só quando se viu em desvantagem, é que o FC Porto conseguiu mostrar mais objetividade e intensidade nas suas movimentações ofensivas, e já depois de André Pereira ter rematado ao poste, acabou resgatar o empate, em mais um rasgo individual.

Hernâni desenvencilhou-se de dois defensores poveiros, e serviu Bazoer, que rematou, sem hipótese para o guarda-redes do Varzim, fixando o 1-1, aos 42 minutos, que prevaleceu até ao intervalo.

Percebendo que tinha de reforçar a equipa com maior experiência, Sérgio Conceição lançou no reatamento o mexicano Corona, numa mexida que teve efeitos quase imediatos.

Os ‘dragões’ surgiram então bem mais balanceados no ataque, e precisamente com Corona, em duas iniciativas, a dar o mote para a recuperação, acabaram por se colocar em vantagem, com mais um trunfo lançado do banco.

Soares entrou aos 65 minutos e aos 73 o brasileiro respondeu de cabeça a um canto cobrado por Sérgio Oliveira, operando a reviravolta no marcador.

O Varzim não se deu por batido com o novo revés, e dois minutos depois foi astuto a aproveitar um erro de Sérgio Oliveira, que num atraso disparatado, permitiu que o recém-entrado Haman, recuperasse a bola, ultrapassasse Vaná, e voltasse a empatar o jogo.

No entanto, a esperança dos poveiros em saírem com pontos do Dragão, não durou muito, pois aos 81 Payne marcou na própria baliza, quando pressionado por Soares, e aos 86, André Pereira sentenciou o desafio, num cabeceamento a finalizar uma grande jogada individual de Corona, que fixou o 4-2.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.