Medicamentos

Farmacêuticas podem deixar de fornecer remédios a hospitais

Farmacêuticas podem deixar de fornecer remédios a hospitais

 

Lusa/AO online   Nacional   20 de Out de 2011, 12:49

As dívidas dos hospitais à indústria farmacêutica são superiores a 1200 milhões de euros e há empresas que podem deixar de conseguir fornecer medicamentos a algumas unidades.
Os dados foram revelados num encontro com jornalistas pelo presidente da Associação Portuguesa da Indústria Farmacêutica (Apifarma).

Segundo João Almeida Lopes, o prazo médio de pagamento dos hospitais aos laboratórios é superior a 420 dias, o que representa mais de ano de fornecimentos a custo zero.

"Tememos que algumas empresas se vejam compelidas a não serem capazes de solver os seus compromissos em termos de fornecimentos hospitalares", avisou o responsável quando questionado pelos jornalistas.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.