FAO alerta para os efeitos do tufão Haiyan na cadeia e segurança alimentares

FAO alerta para os efeitos do tufão Haiyan na cadeia e segurança alimentares

 

Lusa/AO online   Internacional   12 de Nov de 2013, 09:59

A Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO, no original) considerou que o tufão nas Filipinas "devastou os setores da agricultura, pesca e florestas", e terá "um efeito alargado na cadeia e na segurança alimentares".

 

Em comunicado, a FAO afirma que "o super-tufão Haiyan deixou um rasto de destruição e milhares de vidas foram perdidas", acrescentando que "a devastação causada no país, incluindo nos setores da agricultura, florestas e pescas, põe as vidas e a subsistência de muitos mais em risco e pode ter um efeito mais alargado na cadeia alimentar e na segurança dos alimentos".

Esta organização das Nações Unidas, com sede em Roma, defendeu ainda a mobilização de 24 milhões de dólares em ajudas imediatas nas pescas e agricultura, adiantando que já avançou um milhão de dólares dos seus recursos para fazer face à destruição das estruturas de irrigação dos campos de arroz e dos armazéns, entre outros equipamentos que ficaram destruídos na sequência do tufão, que afetou mais de um milhão de agricultores e pescadores.

A ajuda às Filipinas vai chegando de todo o mundo com os Estados Unidos, por exemplo, a destacar o porta-aviões USS George Washington, acompanhado de outros barcos da Marinha norte-americana, enquanto o Reino Unido enviou o navio de guerra HMS Daring, um contratorpedeiro.

O USS George Washington, que "transporta cinco mil marinheiros e mais de 80 aeronaves", é esperado ao largo da zona sinistrada do arquipélago filipino nos próximos dias.

Os navios norte-americanos e britânico partiram, respetivamente, de Hong Kong e de Singapura.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.