Famalicão lidera isolado com derrota do Sporting em Alvalade


 

AO Online/ Lusa   Futebol   1 de Set de 2019, 11:02

O Famalicão assumiu este sábado a liderança isolada da I liga portuguesa de futebol, após vencer em casa do Desportivo das Aves 3-2 e ao beneficiar da derrota do Sporting frente ao Rio Ave, também 3-2, em Alvalade.

Independentemente dos resultados dos jogos que ainda faltam disputar relativos à quarta jornada, o Famalicão, promovido esta época à I Liga após uma ausência de 25 anos, permanecerá no primeiro lugar, desfeita que está a parceria com o Sporting.

O Famalicão regista o feito de ainda não ter sido derrotado na I Liga, juntamente com o Boavista, que na sexta-feira venceu por 1-0 o Belenenses, no Estádio Nacional, e depois de hoje o Sporting ter perdido pela primeira vez.

A jogar praticamente uma hora com 10 jogadores, por expulsão de Lionn, o Famalicão marcou por Nehuén Pérez, aos 14 minutos, Fábio Martins, aos 58, de grande penalidade, e Anderson Oliveira, aos 86. O Aves chegou ao golo por Mehrdad Mohammadi, aos 31 minutos, e por Mahmoud Kahraba, aos 90+10.

Com três vitórias e um empate em quatro jogos, o Famalicão lidera com 10 pontos, com dois de vantagem sobre o Boavista, segundo, e três sobre o Sporting e o Moreirense, que na sexta-feira venceu em casa o Portimonense (1-0).

FC Porto e Benfica, ambos com seis pontos, defrontam no domingo o Vitória de Guimarães e o Sporting de Braga, respetivamente, e são as únicas equipas que, em caso de vitória, podem ‘encostar’ ao Famalicão, embora com menos um ponto.

O Sporting desceu da liderança ao perder por 3-2 com o Rio Ave, em Alvalade, num jogo em que os vila-condenses beneficiaram de três grandes penalidades, cometidas por Coates, convertidas em golo por Filipe Augusto, aos 06 e 90+1 minutos, e Ronan David, aos 86.

O Rio Ave chegou à vantagem através de uma grande penalidade convertida por Filipe Augusto, aos seis minutos, mas o Sporting deu a volta com golos de Bruno Fernandes, aos 20, e de Luiz Phellype, aos 53, dando a entender que a ‘normalidade’ estava retomada em Alvalade.

A vencer, mas sem convencer, os minutos finais foram de 'pesadelo' para o Sporting, que sofreu mais duas grandes penalidades, convertidas por Ronan, aos 86 minutos, e por Filipe Augusto, aos 90+1, que permitiram ao Rio Ave dar nova volta ao marcador e passar para a frente.

O defesa-central uruguaio Coates esteve nas três penalidades e acabou expulso por acumulação de cartões amarelos, aos 89 minutos.

Um golo de Rodrigo Pinho, aos 56 minutos, permitiu ao Marítimo conquistar a primeira vitória no campeonato, ao vencer por 1-0 em casa do lanterna-vermelha Paços de Ferreira

O tento do avançado da equipa insular surgiu já numa altura em que o Marítimo jogava com menos uma unidade, depois da expulsão de Bambock, ainda na primeira parte, aos 23 minutos.

Com esta vitória, o Marítimo subiu do 17.º para o 11.º posto, com quatro pontos, enquanto os pacenses são últimos classificados, com apenas um ponto.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.