saúde

Faltam mais de cinco mil enfermeiros nos cuidados primários


 

Lusa / AO online   Nacional   26 de Nov de 2009, 10:34

No distrito de Lisboa faltam mais de mil enfermeiros nos cuidados primários, número que aumenta para cinco mil a nível nacional, denunciou o Sindicato dos Enfermeiros Portugueses, que se concentra esta quinta-feira em vigília frente ao Ministério da Saúde.
Contactada pela agência Lusa, a dirigente da Direcção Regional de Lisboa do Sindicato dos Enfermeiros Portugueses (SEP) explicou que a estrutura tem acompanhado as alterações na organização dos centros de saúde e que ficou "evidente" a falta de enfermeiros ao nível dos cuidados primários.

"Já fizemos um levantamento do número de enfermeiros, em cada um dos centros de saúde, e verificámos que pelos menos na região de Lisboa faltam mais de mil enfermeiros, tendo em conta os rácios da Organização Mundial de Saúde", adiantou Isabel Barbosa.

Esse número aumenta cinco vezes quando se analisa o panorama a nível nacional, referiu.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.