Exportações têxteis portuguesas crescem 7,2% em setembro

Exportações têxteis portuguesas crescem 7,2% em setembro

 

Lusa/AO online   Economia   12 de Nov de 2013, 14:45

As exportações da indústria têxtil e vestuário (ITV) portuguesa cresceram 7,2% em setembro, elevando para 2,4% o crescimento desde o início do ano, para um total de 3,2 mil milhões de euros, anunciou a associação setorial.

Segundo a Associação Têxtil e Vestuário de Portugal (ATP), a balança comercial do setor nos primeiros nove meses do ano foi positiva em mais de 795 milhões de euros, com uma taxa de cobertura superior a 1,3.

Em setembro, os têxteis lar mantiveram os “excelentes resultados” registados ao longo do ano, com um crescimento acumulado das exportações de 9,3%, mas, em termos absolutos, foi o vestuário de malha que mais contribuiu para o resultado da ITV, com um valor acrescido de 65 milhões de euros face aos primeiros nove meses de 2012.

Numa análise por mercados, Espanha continua a liderar a tabela dos principais clientes de Portugal, representando cerca de 31% do total exportado, mas foi o Reino Unido que mais cresceu em termos absolutos, com exportações de 289 milhões de euros, mais 25 milhões do que em 2012.

Em termos relativos, a ATP destaca a taxa de crescimento verificada na Tunísia (mais 36%), em Marrocos (mais 24%) e nos EUA (mais 17%)”.

Quanto às exportações para mercados não comunitários, aumentaram mais de 9%, “refletindo o esforço de diversificação de mercados que as empresas do setor têm vindo a fazer”.

Relativamente às importações da ITV, aumentaram 12% em setembro, somando um total de 2.359 milhões de euros nos primeiros nove meses do ano, mais 4,7% do que em igual período de 2012.

De acordo com a associação, as importações de matérias têxteis destinadas à indústria aumentaram cerca de 12%, enquanto as importações de produtos acabados (vestuário e têxteis lar) caíram 0,6%.

O principal fornecedor de Portugal em produtos têxteis continua a ser Espanha, de onde se importou 847 milhões de euros até setembro, cerca de 4% mais do que em 2012.

Em termos absolutos, foi, contudo, a Índia que se destacou com o maior crescimento das importações, com um acréscimo de 32 milhões de euros de valor exportado para Portugal, a que corresponde uma taxa de crescimento de 37%.

A ATP salienta ainda o crescimento de 51% do valor importado do Paquistão, 20 milhões de euros acima de 2012.

No total, segundo a associação, as importações têxteis provenientes de países não comunitários cresceram cerca de 15%.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.