Açoriano Oriental
EUA vão intensificar ataques a 'jihadistas' do grupo Estado Islâmico
O secretário da Defesa norte-americano, Ashton Carter, afirmou que os Estados Unidos vão intensificar os ataques ao grupo extremista Estado Islâmico na Síria e no Iraque, com mais bombardeamentos e eventuais ações diretas no terreno.
article.title

Foto: EPA/JIM LO SCALZO
Autor: Lusa/AO online

 

“Não vamos abster-nos de apoiar parceiros capazes em ataques de oportunidade contra o ISIS ou de conduzir diretamente missões dessas, seja através de ataques aéreos ou de ações diretas no terreno”, disse o responsável máximo do Pentágono na comissão de Forças Armadas do Senado.

“Tencionamos intensificar a campanha aérea, incluindo com mais aparelhos dos Estados Unidos e da coligação, visar o ISIS a um ritmo mais alto e mais pesado de ataques”, disse.

Carter precisou que “as mudanças” se vão centrar na campanha contra os ‘jihadistas’ em Raqqa, na Síria, e Ramadi, no Iraque, e deu como exemplo uma operação das forças especiais realizada na semana passada no Iraque que conduziu à libertação de 70 reféns do Estado Islâmico.

Ashton Carter reiterou durante a audição as críticas à campanha de bombardeamentos da Rússia na Síria, repetindo que as forças russas “estão a atacar principalmente a oposição síria”, o que contribui para “alimentar a trágica guerra civil”.

Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.