Política

Dirigentes do PDA demitem-se e marcam congresso para Dezembro

Dirigentes do PDA demitem-se e marcam congresso para Dezembro

 

Lusa/AO online   Regional   26 de Nov de 2011, 13:06

A direcção do Partido Democrático do Atlântico (PDA) demitiu-se e decidiu convocar para 28 de Dezembro um congresso que poderá determinar a suspensão de actividade da única organização partidária com sede nos Açores, disse hoje fonte partidária.

Segundo adiantou à agência Lusa o presidente demissionário do PDA, Manuel Costa, na base da decisão de demissão dos dirigentes do PDA, assumida na sexta-feira à noite, está a falta de condições financeiras e o reduzido envolvimento dos militantes na vida do partido. Criado em 1979, o Partido Democrático do Atlântico apresenta como principal objectivo programático "a defesa nas regiões no quadro da política nacional" e o seu eventual desaparecimento representaria o "esfumar de mais uma peça do património" dos Açores, advertiu Manuel Costa. O presidente cessante do PDA disse "recear" que esse seja o cenário mais provável, sublinhando que dos cerca de 500 a 600 militantes inscritos muito poucos participam nas atividades do partido. Manuel Costa, que assumiu funções há dois anos e tinha como principal meta preparar o PDA para as eleições de 2012 para o Parlamento açoriano, remeteu para o congresso uma eventual decisão de se recandidatar.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.