Açoriano Oriental
Diretor da private banking do EuroBic encontrado morto em casa em Lisboa

O diretor da private banking do EuroBic e gestor da conta da Sonangol, Nuno Ribeiro da Cunha, foi encontrado morto na quarta-feira à noite na casa onde residia no Restelo, em Lisboa, disse à Lusa fonte da PSP.

article.title

Foto: PSP
Autor: Lusa/AO Online

A mesma fonte adiantou que a Polícia de Segurança Pública está a gerir o cenário e “tudo aponta para suicídio”.

A fonte indicou ainda que o corpo foi encontrado na garagem.

Nuno Ribeiro da Cunha foi constituído arguido em Angola no âmbito do processo Luanda Leaks, juntamente com a empresária e filha do ex-Presidente angolano Isabel dos Santos, Sarju Raikundalia, ex-administrador financeiro da Sonangol, Mário Leite da Silva, gestor de Isabel dos Santos e presidente do Conselho de Administração do BFA, Paula Oliveira, amiga de Isabel dos Santos e administradora da NOS.

Em comunicado, o Comando Metropolitano de Lisboa (Cometlis) adianta que PSP foi alertada para uma ocorrência na rua Padre António de Andrade, no Restelo, em Lisboa, pelas 21:30 de quarta-feira.

O Cometlis precisa que, na sequência da chamada do apoio médico ao local, os polícias da PSP encontraram Nuno Ribeiro da Cunha, de 45 anos.

A PSP refere que Nuno Ribeiro da Cunha terá alegadamente “cometido suicídio na garagem, pelo método de enforcamento, confirmando-se o óbito após manobras de reanimação por parte dos meios de socorro”.

Segundo a polícia, o corpo foi transportado para o Instituto de Medicina Legal, sendo toda a gestão da ocorrência bem como o cenário encontrado no local processados pela PSP.

A polícia indica que o homem já teria um “historial de tentativa de suicídio” neste mês.

No dia 07 de janeiro, a GNR foi alertada para uma alegada tentativa de suicídio, no interior de uma habitação, em Vila Nova de Milfontes, onde foi encontrado um homem ferido com gravidade.

Por haver suspeita de tentativa de homicídio, a GNR contactou a Polícia Judiciária de Portimão, que esteve no local e está a investigar o caso.

Hoje o Ministério Público confirmou à Lusa que o homem era Nuno Ribeiro da Cunha.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.