Detetados 125 trabalhadores irregulares em empresas de Turismo

Detetados 125 trabalhadores irregulares em empresas de Turismo

 

Paula Gouveia   Regional   1 de Jul de 2019, 09:23

Em seis meses, a Inspeção do Trabalho detetou 125 trabalhadores irregulares, dos quais 47 eram trabalhadores não declarados

A Inspeção Regional do Trabalho (IRT) detetou, até ao fim do mês de junho, 125 trabalhadores irregulares no setor do Turismo. A maioria são mulheres (73), adiantou a inspetora regional do Trabalho Ilda Baptista, num balanço das ações inspetivas a empresas que operam no setor turístico.

“Estamos a falar, por exemplo, de situações de contratos a termo mal fundamentados”, explica a inspetora, sublinhando que, “no Turismo, há uma tendência grande de fazer contratos por pouco tempo”. Como ressalva Ilda Baptista, “nem todas as justificações são justificações para um contrato a termo. E, em muitos casos, verifica-se que deviam ser efetivos, pois correspondem a necessidades efetivas”.


Pode ler mais na edição desta segunda-feira, 01 julho 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.