Açoriano Oriental
Detenções por tráfico de estupefacientes em São Jorge e São Miguel

Elementos das Esquadras da PSP das Velas e Calheta, da ilha de São Jorge, pertencentes à Divisão Policial de Angra do Heroísmo, detiveram um homem, pela suspeita de tráfico e cultivo de estupefaciente.


Autor: Susete Rodrigues/AO Online

No âmbito de uma operação especial de prevenção criminal, foi realizada uma busca domiciliária, resultando na detenção de um homem de 58 anos, pela suspeita de tráfico e cultivo de estupefaciente, sendo apreendidas 15 doses de anfetaminas, 38,2 doses de haxixe e 35,74 doses de cannabis, refere comunicado do Comando Regional da PSP dos Açores.

Foi ainda detida, em flagrante delito, uma mulher de 45 anos, pela prática do crime de violência doméstica, no decurso de diligências de investigação, nomeadamente vigilâncias efetuadas pelos elementos afetos à Investigação Criminal.

O comunicado diz, ainda, que no decurso da mesma operação foi também apreendida uma arma de fogo longa por não se encontrar manifestada em território nacional.

Por seu turno, polícias da Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Ribeira Grande, procederam à detenção de um homem de 50 anos, suspeito de crime de tráfico de estupefacientes.

Na sequência do cumprimento de dois mandados de busca domiciliária, foram apreendidas ao suspeito 166 doses de cannabis, 242 doses de heroína, 7,96 gramas de produto indeterminado (fortes suspeitas de ser matéria estupefaciente sintética), dois telemóveis, duas balanças e outros artigos relacionados com esta atividade ilícita.

Após ter sido presente a 1.º interrogatório judicial, junto da respetiva Autoridade Judiciária competente, foi-lhe aplicada a medida de coação de prisão preventiva.

Adianta o comunicado que esta investigação já decorria há algumas semanas na Brigada de Investigação Criminal da Esquadra da Ribeira Grande.



 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.