Euro/Crise

Crise na Europa e EUA ameaça países em vias de desenvolvimento


 

Lusa/AO online   Economia   22 de Set de 2011, 18:41

O presidente do Banco Mundial, Robert Zoellick, considerou que as economias desenvolvidas têm de actuar rapidamente para resolver as crises que enfrentam, antes que contagiem a economia global.
“A Europa, o Japão e os Estados Unidos têm de se dedicar a resolver os seus problemas económicos antes que se tornem em problemas maiores para o resto do mundo”, disse Zoellick, na abertura dos encontros anuais do Banco Mundial (BM) e do Fundo Monetário Internacional (FMI).

“Não o fazer é irresponsável”, disse ainda o responsável, acrescentou que “alguns responsáveis políticos acham que os problemas só lhes dizem respeito a eles, mas isso não é verdade”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.