Eleições FPF

Conselho de Presidentes da Liga apela à candidatura de Fernando Gomes

Conselho de Presidentes da Liga apela à candidatura de Fernando Gomes

 

Aonilne/Lusa   Futebol   9 de Set de 2011, 07:50

O Conselho de Presidentes da Liga de Clubes pretende que o presidente do organismo, Fernando Gomes, lidere uma candidatura à direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF), conforme nota final da reunião de ontem, no Porto.

A decisão ficou expressa no comunicado final da cimeira dos dirigentes máximos do futebol profissional, lida por Tiago Craveiro, secretário-geral da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP), já que Fernando Gomes se remeteu ao silêncio.

“O presidente da Liga optou por, dadas as circunstâncias, nada dizer e refletir sobre as conclusões do Conselho de Presidentes”, afirmou Tiago Craveiro.

Num encontro que contou com todos os clubes das duas ligas profissionais, à exceção do Nacional, ficou decidido “solicitar, por consenso, ao presidente da Liga, Fernando Gomes, que aceite liderar uma candidatura à presidência da FPF”, conforme foi lido aos jornalistas.

A promoção da candidatura deveu-se à decisão unânime nesse sentido de todos os clubes da Liga de Honra, que se reuniram antes do Conselho de Presidentes e assim deliberaram.

O assunto ocupou grande parte das cerca de duas horas e meia de reunião e não levantou grande polémica, segundo explicou à Lusa uma fonte da Liga.

FC Porto, Benfica e Sporting não se opuseram à decisão, mas Pinto da Costa, Luís Filipe Vieira e Luís Duque (em substituição do presidente Godinho Lopes, ausente) não declaram de forma óbvia o apoio direto de cada um dos seus clubes.

O líder portista afirmou publicamente, no final, que só votará contra “qualquer político, de qualquer quadrante partidário, que se apresente como candidato à Federação”.

O presidente dos “encarnados”, por sua vez, não se opôs à declaração final, mas remeteu para a apreciação do projeto da eventual candidatura a decisão de apoiar ou não Fernando Gomes.

Luís Duque, também durante a reunião, escusou-se a falar sobre o assunto, afirmando que não era momento para abordar candidaturas.

A posição do Sporting, a propósito, acabaria por ficar comprometida pelas palavras de Godinho Lopes, pouco tempo depois, no sentido do apoio a uma possível candidatura de Hermínio Loureiro, antigo presidente da Liga e atual presidente da Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis.

Curiosamente, foi o presidente da Oliveirense, José Godinho, clube da autarquia liderada por Hermínio Loureiro, que foi o porta-voz das intenções dos clubes da Liga de Honra, promotores do desafio lançado a Fernando Gomes.

“Decidimos, unanimemente, convidar o presidente da Liga a candidatar-se à direção da Federação, pois é um homem que conhece o futebol e todos os seus dossiês”, afirmou José Godinho, logo após o termo do Conselho de Presidente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.