Concerto baile em Lisboa assinala começo das comemorações da Republica


 

Lusa/AO On Line   Nacional   4 de Out de 2010, 06:28

Um concerto-baile ao ar livre realiza-se hoje na Alameda Afonso Henriques, em Lisboa, uma festa popular que decorre na véspera do Centenário da República.
 

A festa decorrerá junto à Fonte Luminosa a partir das 21:30 e até ao virar do dia, já a 05 de outubro, e terá entrada gratuita.

O programa começará com Pedro Burmester a interpretar um tema "charmoso" intitulado "Brisas de Portugal" e que dará o mote revivalista da noite.

Seguir-se-á a atuação da Banda Sinfónica da GNR e do Real Combo Lisbonense, uma formação de orquestra que surgiu há dois anos com um repertório nostálgico e revivalista da música portuguesa (mas não só) dos anos 1950 e 1960.

Do grupo fazem partes músicos como João Leitão (Irmãos Catita), Sérgio Costa (Quinteto Tati), Ian Mucznik, a cantora Márcia Santos, a atriz Ana Brandão e o designer Mário Feliciano.

A eles juntar-se-ão Vitorino, B Fachada (que tocará um tema do Duo Ouro Negro), Lenita Gentil, para "Quadras em bossa nova", e Jaime Nascimento, guitarrista do antigo Conjunto de Mário Simões, hoje com 90 anos, para o tema "A borracha do Rocha".

O repertório do Real Combo Lisbonense inclui ainda composições de Frederico Valério ("O fado é bom pra xuxú!") e de Eugénio Pepe ("Pepe fado") ou canções interpretadas pelo Conjunto Shegundo Galarza ("Dois estranhos") e com arranjos de Thilo Krassman ("Pss, pss, all around Lisbon").

Depois da meia-noite, o palco será ocupado pelos sambas, salsas e boleros da Orquestra Imperial do Brasil, cujo princípio revivalista do repertório inspirou João Paulo Feliciano a criar o Real Combo Lisbonense.

Manuel João Vieira será o mestre-de-cerimónias da noite


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.