Cólera mata 15 pessoas na província de Cabo Delgado


 

Lusa / AO online   Internacional   13 de Nov de 2007, 17:46

Quinze pessoas morreram nas últimas duas semanas vítimas de um surto de cólera na província de Cabo Delgado, norte de Moçambique, e centenas encontram-se internadas devido à epidemia na região, informaram fontes hospitalares.
O médico-chefe da província de Cabo Delgado, Quinhas Fernandes, disse ainda que pelo menos 400 novos casos de cólera foram diagnosticados nas últimas duas semanas naquele ponto do país.

"A cólera é sempre uma situação de emergência. Está ainda sob controlo, mas temos que reforçar as campanhas de prevenção, para evitar que a epidemia se alastre rapidamente".

Desde Janeiro deste ano, foram registados em Cabo Delgado mais de 39 mil casos, contra 44 mil detectados em todo o ano passado, indica um balanço da Saúde em Cabo Delgado.

As más condições de saneamento e a falta de água potável são as principais causas do surto de cólera naquele ponto de Moçambique.

De acordo com Quinhas Fernandes, muitas pessoas em Cabo Delgado tem bebido água dos rios e poços localizados perto de casas de banho.

Teme-se que a situação se deteriore à medida que se aproximar a época das chuvas no país.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.