Chelsea recorre da proibição de contratar jogadores imposta pela FIFA

Chelsea recorre da proibição de contratar jogadores imposta pela FIFA

 

Lusa/Ao online   Futebol   5 de Mar de 2019, 18:07

O Chelsea apresentou recurso contra a proibição de contratar jogadores nos próximos dois mercados de transferências imposta pela FIFA, que acusa o clube londrino de violar os regulamentos sobre transferências internacionais de 29 jogadores menores.

A FIFA confirmou hoje a receção do recurso do Chelsea, que foi sancionado a 22 de fevereiro a abster-se de recrutar novos jogadores até ao fim de janeiro de 2020, bem como a pagar uma multa de 600 mil francos suíços (cerca de 530 mil euros) e a regularizar a situação dos menores visados no processo no prazo de 90 dias.

O FC Barcelona, o Atlético Madrid e o Real Madrid também já foram sancionados por infrações semelhantes nos últimos anos, tendo todos apresentado recursos que atrasaram as sanções.

Os dois primeiros clubes acabaram por ver confirmada a proibição de novos recrutamentos, enquanto o Real Madrid viu a sua sanção reduzida à janela de transferências no mercado de inverno.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.