Centro de Dia para Idosos e creche na Fajã de Cima

Centro de Dia para Idosos e creche na Fajã de Cima

 

Paula Gouveia   Regional   11 de Dez de 2008, 09:58

O Centro Social e Paroquial da Fajã de Cima prepara-se para inaugurar um Centro de Dia para Idosos e avançar com
a elaboração e execução do projecto de uma creche. Ontem a Câmara cedeu o terreno para a execução da obra
O Centro Social e Paroquial da Fajã de Cima prepara-se para abrir em breve um Centro de Dia para Idosos e está já a trabalhar na construção de uma creche na freguesia.
Segundo o padre Duarte Melo, responsável pelo Centro Social e Paroquial da Fajã de Cima, o Centro de Dia está pronto a ser inaugurado - “está equipado e os protocolos estão assinados; agora é uma questão de calendário”.
A ideia de construir uma creche, adiantou o responsável, tem condições para avançar uma vez que a Câmara Municipal de Ponta Delgada formalizou ontem a cedência de um terreno à Fábrica da Igreja Paroquial da Fajã de Cima, e o Governo Regional, através do Instituto de Acção Social, está disponível para contribuir para a elaboração e execução do projecto.
O terreno, com 1200 metros quadrados e um valor de 28.540,88 euros, está situado na Rua João Vieira Jerónimo, num “loteamento de 57 habitações a custos controlados na Fajã de Cima, que vai dar resposta a outras tantas famílias de recursos médios baixos e que encontram ali casas com excelente localização e a preços imbatíveis”, adiantou a presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada.
 Como explicou o padre Duarte Melo, a paróquia possuía um terreno e chegou a haver projecto para a construção da creche, mas a propriedade não tinha dimensão suficiente para uma infra-estrutura que deverá ter capacidade para cerca de 40 crianças. Surgiu então a oportunidade de fazer uma permuta entre os dois terrenos. “Há algum tempo que vimos trabalhando no sentido de criar estruturas de apoio que não existiam na Fajã de Cima”, adiantou o padre Duarte Melo. “Temos conseguido, em parceria com as instituições públicas e privadas, criar respostas adequadas às populações”, explicou, acrescentando que “o Centro Paroquial tem tido uma actividade muito plural, em áreas diversificadas”.
Segundo o responsável, está a ser desenvolvida uma intervenção em bairros sociais para formação dos moradores, e a ser feito trabalho junto de famílias disfuncionais, em parceria com o Instituto de Reinserção Social.
A instituição, com dez anos de actividade, tem ainda um projecto de rede de apoio às famílias, adiantou o padre Duarte Melo e está a preparar-se para alargar a sua intervenção aos idosos e às crianças.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.