Centenas protestam em Barcelona enquanto Sánchez agradece à polícia

 Centenas protestam em Barcelona enquanto Sánchez agradece à polícia

 

Lusa/AO online   Internacional   21 de Out de 2019, 17:31

Centenas de pessoas concentraram-se esta segunda-feira em protesto diante da delegação do Governo espanhol na Catalunha, enquanto o presidente do Governo espanhol em funções, Pedro Sánchez, elogiava os esforços da polícia nas manifestações dos últimos dias.

Depois de ser divulgado no início desta manhã que Pedro Sánchez iria a Barcelona visitar a sede da polícia da Catalunha e os hospitais onde se encontram os agentes feridos nas manifestações dos últimos dias, a plataforma "Tsunami Democràtic" lançou uma convocatória improvisada nas redes sociais.

"Apelo urgente, agora e hoje, aos cidadãos de Barcelona. Enquanto preparamos a próxima ação, convocamos todos, entre as 13:00 e as 14:00 [menos uma hora em Lisboa] na esquina das ruas Mallorca e Roger de Llúria. Hoje, que o presidente espanhol visita a Catalunha, vamos deixar claro: sit and talk (sente-se e fale)", assinalava a mensagem.

Posteriormente, a "Tsunami Democràtic" apelou que as pessoas manifestassem sentadas com as mãos levantadas e a segurar cartazes escritos em inglês com a palavra de ordem: "Sit and talk" (sente-se e fale).

A plataforma "Tsunami Democràtic", cuja atividade está a ser acompanhada de perto pela justiça espanhola, promoveu no dia 14 a primeira mobilização contra a sentença que condenou 12 dirigentes políticos catalães, no Aeroporto de El Prat.

O Supremo Tribunal espanhol condenou, nesse dia, os principais dirigentes políticos envolvidos na tentativa de independência da Catalunha a penas que vão até um máximo de 13 anos de prisão.

A sentença motivou protestos de grupos de independentistas, que começaram no próprio dia e se têm repetido diariamente em Barcelona e em outras cidades da região autónoma, tendo ficado marcadas por confrontos entre grupos violentos e as forças de segurança que já deixaram 289 polícias feridos.

Hoje em Barcelona, Pedro Sánchez elogiou a Polícia Nacional como "um exemplo de profissionalismo e de vocação de serviço público" e pediu aos agentes que "assegurem a moderação que representam" os órgãos policiais para "garantir a convivência".

Pedro Sánchez discursou perante agentes policiais na Sede Superior da Polícia da Catalunha, na Via Laietana, em Barcelona, acompanhado pelo ministro do Interior, Fernando Grande-Marlaska, e pela delegada do Governo na Catalunha, Teresa Cunillera.

"Não estão sozinhos, há muitas pessoas atrás de vocês", salientou Sánchez, que teve "palavras de agradecimento, reconhecimento, solidariedade, apoio e sobretudo de incentivo" para os agentes.

"Neste momento, é muito importante garantir a moderação que as forças e os órgãos de segurança representam, para assegurar essa convivência que está agora em questão", realçou.

Após a sua visita à sede, Sanchez saiu do edifício, onde ouviu algumas vaias e gritos de "liberdade presos políticos", antes de se dirigir para os hospitais onde se encontram os polícias feridos nos distúrbios ocorridos nos últimos dias nas ruas de Barcelona.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.