Nacionalização do BPN

Cavaco Silva promulga nacionalização do BPN

Cavaco Silva promulga nacionalização do BPN

 

Lusa/AOonline   Economia   11 de Nov de 2008, 11:12

O Presidente da República, Aníbal Cavaco Silva, anunciou que promulgou o diploma que nacionaliza o Banco Português de Negócios (BPN), argumentando que teve em conta a “protecção dos depositantes e a estabilidade do sistema financeiro”.
    “Entendi face às informações que me foram dadas, em particular a protecção dos depositantes e a estabilidade do sistema financeiro, que devia promulgar o diploma”, afirmou Cavaco Silva, em declarações aos jornalistas à saída da sessão de abertura do 18º Congresso das Comunicações, que decorre no Centro de Congressos, em Lisboa.

Segundo o chefe de Estado, a decisão de promulgar o diploma foi tomada hoje de manhã e teve em conta as informações escritas fornecidas pelo Banco de Portugal e pelo ministro da Finanças, Teixeira dos Santos.

    “A informação escrita que me foi dada dizia que sem a promulgação do diploma era posta em causa a protecção dos depositantes e a estabilidade do sistema financeiro. Para mim, isso é determinante para a minha decisão”, afirmou.

    Por isso, acrescentou depois de estudar “principalmente ontem” o diploma enviado pela Assembleia da República para Belém na sexta-feira ao final da tarde, hoje de manhã decidiu promulgar a lei que nacionaliza o BPN e que tem anexo uma lei-quadro das nacionalizações.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.