Açoriano Oriental
Cavaco apela a "atitude generosa" dos poderes públicos para instituições sociais
O Presidente da República, Cavaco Silva, fez hoje um apelo ao Governo e às autarquias para que "na medida do possível" tenham uma atitude generosa em relação às instituições de solidariedade social.

Autor: Lusa/Ao online
"Os poderes públicos devem, na medida do possível, ter uma atitude generosa em relação a estas instituições", afirmou Cavaco Silva, no final de uma manhã em que visitou a Comunidade Vida e Paz, na Venda do Pinheiro, e a Casa de Saúde da Idanha, do Instituto das Irmãs Hospitaleiras.

    O Presidente apontou estas duas associações como "bons exemplos" a seguir pela sociedade no apoio "aos mais desfavorecidos e àqueles que sofrem de exclusão extrema".

    Cavaco Silva salientou que o roteiro para a inclusão lançado em 2006 teve "resultados muito positivos" em várias áreas, mas "ainda há muito, muito para fazer".

    Depois da Comunidade Vida e Paz, que apoia os sem-abrigo, e a Casa de Saúde da Idanha, para mulheres com doença mental, o chefe de Estado visitará, à tarde, a Associação Acreditar, que acolhe crianças em tratamentos oncológicos, e a associação "O Companheiro", para a integração de ex-reclusos.

    Nestas duas últimas visitas, o Presidente da República irá "dar um sinal de reconhecimento público" das instituições e dar destaque à contribuição e trabalho dos voluntários.

    A mensagem que o Presidente da República pretende deixar nas visitas a estas quatro instituições insere-se "na mesma linha de preocupação que esteve subjacente" ao Roteiro para a inclusão, cuja última etapa decorreu em Dezembro do ano passado.
 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.