Causas do insucesso escolar estão hoje e 3ªfeira em debate na Gulbenkian


 

Lusa/Ao online   Nacional   19 de Nov de 2007, 05:33

O contributo das neurociências para o processo de aprendizagem e a relação entre os recursos económicos investidos na Educação e os resultados dos alunos são alguns dos temas da conferência sobre insucesso escolar, que começa hoje na Gulbenkian.
Intitulada "Sucesso e Insucesso: Escola, Economia e Sociedade", a conferência promovida pela Fundação Calouste Gulbenkian reúne hoje e terça-feira em Lisboa especialistas nacionais e estrangeiros que irão analisar alguns dos principais factores que influenciam e determinam os resultados escolares.

    Na iniciativa, cuja abertura será presidida pela ministra da Educação, serão apresentados seis projectos de investigação sobre o insucesso escolar, apoiados pela Gulbenkian, que estão ainda por concluir.

    Analisar os factores subjacentes ao insucesso no ensino básico a partir da comparação de escolas com bons e maus resultados em contextos com diferentes níveis de desenvolvimento socioeconómico é o objectivo do estudo conduzido por Madalena Matos, do Instituto Superior de Ciências do Trabalho e da Empresa (ISCTE), uma das investigações que será apresentada na conferência.

    No encontro será ainda analisada a experiência pedagógica TurmaMais, um projecto iniciado há cinco anos na secundária de Estremoz e, entretanto, alargado a outras três escolas alentejanas, que passa pela criação de uma turma sem alunos fixos, onde vão sendo integrados estudantes de várias turmas, com ritmos de aprendizagem semelhantes.

    A experiência, que tem sido acompanhada pela Universidade de Évora, visa melhorar o desempenho escolar e promover uma plena integração dos estudantes com maiores dificuldades, através de um apoio mais individualizado.

    Segundo o investigador Manuel Vilaverde Cabral, comissário da conferência, o debate pretende analisar "o que pode estar antes do sistema educativo e para além dele na sociedade em geral para ajudar a compreender o relativo insucesso do grande esforço que o país fez nas últimas décadas" em matéria de Educação.

    No ano passado, a Gulbenkian dedicou a conferência anual sobre Educação ao papel do sistema educativo no crescimento económico e no desenvolvimento sustentável dos países.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.