OE2011

Carlos César afirma que Açores "não têm recursos a mais"

Carlos César afirma que Açores "não têm recursos a mais"

 

Lusa/AO online   Regional   10 de Dez de 2010, 14:18

O presidente do Governo Regional dos Açores, Carlos César, afirmou esta sexta-feira que a região “não tem recursos a mais”, reafirmando que a remuneração compensatória para os trabalhadores da administração pública regional não viola a Constituição.
“É bom que o país saiba que os Açores não têm recursos a mais, têm dificuldades e são uma região pobre no contexto nacional”, afirmou Carlos César em declarações aos jornalistas em Ponta Delgada.

Nesse sentido, salientou que, no caso da remuneração compensatória para os trabalhadores da administração pública regional que ganham entre 1500 e 2000 euros mensais, o que o executivo açoriano decidiu foi “cancelar uma obra num campo de futebol e apoiar um conjunto de trabalhadores e famílias”.

Por outro lado, em resposta a uma das principais críticas que têm sido feitas a esta medida, Carlos César frisou que os Açores “partilham os sacrifícios nacionais”, recordando que a região “diminuiu as despesas correntes, os consumos intermédios da administração regional, o número de funcionários e os investimentos”.

O presidente do executivo regional salientou ainda que os Açores terão em 2011 “menos 9 ME da Lei das Finanças Regionais e menos 22 ME nas transferências da Segurança Social”, além de ter “proposto ao Governo da República que não pague já as dividas aos Açores, que eram de 16 ME em 2011”.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.