Caminheiros do CNE em festa nos Açores

Caminheiros do CNE em festa nos Açores

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   20 de Ago de 2018, 20:00

As ilhas das Flores e do Corvo, está a acolher o V Rover Açoriano, que termina esta quarta-feira, dia 22 de agosto, e reúne jovens com idades compreendidas entre os 18 e os 22 anos, de dez regiões do país, num acampamento escutista que se realiza sob o tema: ‘Renascer – A caminho de um mundo melhor’.

Organizada pela Junta Regional dos Açores do Corpo Nacional de Escutas (CNE) com colaboração do Agrupamento 691 de Santa Cruz das Flores e do Agrupamento 1181 de Vila Nova do Corvo, a atividade está a desenrolar-se em regime de acampamento móvel com os cerca de 350 participantes a dividirem-se por quatro grandes 'Clãs' (designação destes grandes grupos), que estão a percorrer três polos na ilha das Flores e um na ilha do Corvo.


Segundo nota de imprensa, na ilha das Flores, o parque de campismo de Alagoa convida os jovens a prestarem serviço à comunidade através da construção de infraestruturas e mobiliário, utilizando técnicas escutistas e apelando à reciclagem de materiais, como é o caso das paletes de madeira utilizadas para a construção do mobiliário, mas também apela à reflexão dos jovens sobre a importância da vida e da fé.


Na freguesia de Ponta Delgada, ainda na ilha das Flores, as atividades náuticas e desportos radicais ocupam parte do tempo destes jovens, que é também complementado com workshops de formação em suporte básico de vida e socorro a náufragos, numa parceria com a Associação de Nadadores Salvadores dos Açores e Autoridade Marítima Nacional.


Na freguesia de Fajã Grande e tendo por cenário o Poço do Bacalhau, os jovens embarcam numa jornada de reflexão sobre a defesa da ‘casa comum’, percorrendo o trilho que liga Ponta Delgada àquela freguesia e tomando contacto com a natureza da ilha.


A pitoresca Vila Nova do Corvo acolhe também os 'Clãs', providenciando-os com a história da ilha, os costumes e a cultura, a associarem-se à majestade do Caldeirão.


A atividade teve inicio no passado dia 16 de agosto, com sessão oficial de abertura, ao que se seguiram dois dias de atividades para os ‘rapazes’.


Domingo passado foi dia da solene Eucaristia e do convívio entre pares e com a comunidade, num encontro que decorreu no Parque Florestal da Boca da Baleia, ao que se seguiu um almoço oferecido pela Câmara Municipal de Lajes das Flores.


Mantendo o registo do convívio, o dia culminou com um caldo de peixe e com uma sardinhada gentilmente oferecida pela Comissão da Irmandade das Festas de São Pedro 2018.


A atividade terminará no dia 22 de agosto, pelas 10horas, com sessão de encerramento, a realizar junto ao Pavilhão Gimnodesportivo de Santa Cruz de Flores.


Presente nos Açores esteve Ivo Faria, chefe nacional do CNE, que considerou a atividade “um sucesso, sentindo junto dos jovens participantes que a mesma está a ir ao encontro das mais exigentes expetativas”, afirmou, citado na nota.


O chefe nacional refere ainda que “esta atividade é, a par com o Albergue dos Sonhos e com o Rover Nacional a realizar em 2019, a melhor forma do CNE comemorar o centenário do caminheirismo, numa fase em que aos nossos jovens é pedido que ‘descompliquem’ a vida e que coloquem amor em tudo o que fazem”.


Já para João Tavares, chefe regional do CNE nos Açores, a atividade “apesar de trabalhosa, tem sido proveitosa, no sentido em que os nossos jovens apresentam um semblante de felicidade e ânimo motivado por este grande encontro regional de caminheiros, que ganhou uma dimensão nacional ao ter sido muito procurado pelos Agrupamentos com sede em Portugal continental”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.