Açoriano Oriental
Câmara quer “transformar” Ponta Delgada num “centro comercial ao ar livre”

A Câmara de Ponta Delgada vai atribuir vales de restauração e de leitura a quem fizer compras no comércio tradicional, através de um programa anunciado hoje que pretende “transformar” o centro histórico num “centro comercial ao ar livre”.

Câmara quer “transformar” Ponta Delgada num “centro comercial ao ar livre”

Autor: Lusa/AO Online

O programa intitulado “Às sextas feiras as compras são também na rua” foi apresentado hoje, na baixa de Ponta Delgada, e pretende “mitigar as consequências sociais e económicas decorrentes da pandemia da covid-19”, disse a presidente da Câmara Municipal.

“Com a adesão de todos e com a precaução de cada um, podemos transformar o centro histórico da cidade num centro comercial ao ar livre, com lojas e restaurantes na rua”, declarou Maria José Duarte.

O programa irá decorrer às sextas-feiras, das 17:00 às 21:00, e prevê a atribuição de vales de restauração ou de um vale leitura aos clientes que fizerem compras no valor superior a 20 euros nas lojas do centro histórico.

O vale de restauração contempla um desconto até cinco euros e o de leitura até 7,5 nos espaços aderentes.

“Todas as sextas-feiras, entre as 17:00 e as 21:00, de 21 de agosto a 25 de setembro, as lojas estão convidadas a virem para a rua e os clientes estão atraídos com condições especiais", assinalou a presidente da câmara.

Estão ainda previstos descontos até 20% em produtos selecionados pelas lojas aderentes e os parquímetros serão desativados às sextas-feiras a partir das 17:00.

Durante o horário do programa existirá “animação cultural” pelas ruas do centro histórico da cidade.

Aos jornalistas, Maria José Duarte disse não estar “totalmente satisfeita” com o movimento registado no comércio da cidade, mas destacou que o município está a fazer de “tudo” para incentivar a retoma no pós-confinamento provocado pela covid-19.

“Penso que devagarinho vamos chegar lá e a Câmara de Ponta Delgada tem feito de tudo: o possível e o impossível para realmente reativar a retoma”, disse.

Os estabelecimentos do centro histórico que queiram aderir à iniciativa podem fazê-lo através da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada.

O representante da Câmara do Comércio, Pedro Gonçalves Melo, disse ainda não ter “nenhum número exato” quanto aos espaços aderentes, porque as inscrições irão decorrer ao longo das próximas semanas, mas disse esperar uma “muito boa adesão”.

“Quantos mais comerciantes aderirem, é melhor para todos. Isto é uma iniciativa meritória em termos de trazer pessoas para o comércio, para a rua, e [para a] própria população, aquela que se sentir um bocadinho intimidada e com receio, ganhar confiança”, disse o empresário.

Os Açores têm agora 18 casos ativos de covid-19, sendo que, desde o início do surto, registaram-se na região 196 casos de infeção pelo novo coronavírus SARS-CoV-2, dos quais 150 pessoas recuperaram e 16 morreram.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.