Açoriano Oriental
Covid-19
Brasil regista 888 mortes e quase 20 mil novos casos nas últimas 24 horas

O Brasil registou 888 mortes e 19.951 casos positivos do novo coronavírus nas últimas 24 horas, informou o Ministério da Saúde do país.


Brasil regista 888 mortes e quase 20 mil novos casos nas últimas 24 horas

Autor: Lusa/AO Online

No total, o Brasil tem 291.579 casos e 18.859 óbitos provocados pela covid-19, doença diagnosticada no país pela primeira vez em 26 de fevereiro.

O Governo brasileiro também informou que 156.037 casos estão em acompanhamento e 116.683 pessoas (40% dos infetados) já se recuperaram da doença. Existem ainda 3.483 mortes em investigação.

Os números mostram que o Brasil é, atualmente, o terceiro país que mais regista casos da doença, atrás dos Estados Unidos e da Rússia, segundo dados da Universidade Johns Hopkins (EUA).

Hoje, o Ministério da Saúde brasileiro publicou um novo protocolo sobre o tratamento de pacientes com o novo coronavírus, que ampliou o possível uso da cloroquina e hidroxicloroquina para pacientes com sintomas ligeiros da doença.

O uso destes dois fármacos é defendido pelo Presidente do país, Jair Bolsonaro, embora a eficácia contra a covid-19 não tenha sido comprovada.

Em comunicado, o Ministério da Saúde frisou que tem desenvolvido esforços e investido em infraestruturas, mencionando a habilitação de novas camas em hospitais para tratamento intensivo de doentes com o novo coronavírus.

A tutela frisou que já foram habilitadas 6.142 camas de tratamento intensivo, voltadas exclusivamente para o atendimento de pacientes graves ou gravíssimos da covid-19.

Hoje, o Conselho Federal de Enfermagem (Cofen), responsável por regulamentar e fiscalizar o exercício profissional de enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem no Brasil, divulgou um comunicado no qual pede melhores condições de trabalho.

A Cofen citou dados do Observatório da Enfermagem, painel que registou 137 óbitos de profissionais de saúde associados à covid-19 no país.

Segundo esta entidade, os enfermeiros são a ampla maioria dos profissionais de saúde atingidos.


Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.