Bolieiro quer passagem de ano que "distinga os Açores enquanto destino turístico"

Carregando o video...

 

Nuno Fontes Sousa   Regional   26 de Nov de 2012, 15:43

O presidente da Câmara Municipal de Ponta Delgada, José Manuel Bolieiro, demonstrou esta segunda-feira o interesse da autarquia em assegurar uma passagem de ano que distinga os Açores enquanto destino turístico.

José Manuel Bolieiro referia-se, a assegurar em parceria com o Governo Regional e com entidades privadas, no caso concreto a Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, uma passagem de ano, "designadamente através do fogo-de-artifício, que distinga os Açores enquanto destino turístico e seja marcante do ponto de vista do cenário mediático nacional da noite da passagem de ano".

Caso tal não aconteça, a edilidade vai garantir, nas Portas da Cidade, um espetáculo musical para assinalar a passagem do ano.

José Manuel Bolieiro, que falava após uma reunião camarária aberta ao público, negou também que o centro histórico de Ponta Delgada não vá ter iluminação de Natal, dizendo que “a iluminação está reduzida à dimensão possível da situação económica e financeira da autarquia” e recordou que existe uma agenda cultural dedicada à época natalícia que “enriquece muito o centro histórico”.

O autarca refutou, deste modo, as afirmações do presidente da Associação de Comerciantes do Centro Histórico de Ponta Delgada (ACCHPD), que criticou o facto  de “o centro histórico da cidade não ter quase nenhuma animação durante a época natalícia, para além de muito pouca iluminação de Natal”.

Segundo Rui Matos, que marcou presença na reunião camarária aberta ao público, “como foi dito pela anterior presidente, a autarquia de Ponta Delgada tem as contas em dia e acho que não existem motivos para não haver mais animação e iluminação de Natal no centro histórico da cidade, bem como fogo-de-artifício na passagem de ano”.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.