Bin Laden insta novamente muçulmanos a ajudarem vítimas das inundações


 

Lusa / AO online   Internacional   2 de Out de 2010, 13:54

O líder da Al-Qaida, Usama bin Laden, reiterou hoje o apelo para ajuda às vítimas do Paquistão, numa mensagem áudio divulgada por 'sites islamitas', a segunda sobre o tema em menos de 24 horas.

Como o título "Ajudem os nossos irmãos no Paquistão", o líder da Al-Qaida retoma e desenvolve uma mensagem divulgada sexta feira, acentuando a falta de prontidão dos países árabes e muçulmanos na ajuda ao Paquistão, principalmente dos que têm mais recursos.

"A resposta não esteve à altura da catástrofe", apontou, lembrando que nenhum dirigente árabe ou muçulmano se deslocou ao Paquistão para verificar a dimensão da tragédia.

Bin Laden disse ainda que a riqueza petrolífera da Península Arábica "pertence a todos os muçulmanos" e defendeu que deve ser utilizada para ajudar o Paquistão.

A nova mensagem de mais de 13 minutos do líder da rede terrorista Al-Qaida foi divulgada hoje, mas já na sexta-feira Usama bin Laden tinha apelado à ajuda ao Paquistão, manifestando também a sua inquietação face às alterações climáticas.

Segundo a ONU, 21 milhões de pessoas foram atingidas pelas inundações no Paquistão e destas 12 milhões necessitam de ajuda urgente.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.