Açoriano Oriental
Açores/Eleições
BE diz que PS não tem "visão" para o Serviço Regional de Saúde

O coordenador do Bloco de Esquerda (BE) nos Açores considerou que o PS não tem uma "visão" para o futuro do Serviço Regional de Saúde, propondo uma ideia "anunciada há dez anos" e nunca implementada.

BE diz que PS não tem "visão" para o Serviço Regional de Saúde

Autor: Lusa/AO Online

A proposta em causa, indicou António Lima aos jornalistas, é a criação de um "hospital digital", uma ideia de partilha de informações "que já foi anunciada há dez anos e nunca foi implementada".

O coordenador do BE e candidato às regionais deste mês por São Miguel falava em Ponta Delgada, após uma reunião com representantes da secção dos Açores da Ordem dos Enfermeiros.

"O Governo Regional continua a marcar passo na resposta que o Serviço Regional de Saúde precisa de dar, não só na situação da pandemia, mas também, e acima de tudo, à saúde das pessoas" para lá da covid-19, sinalizou António Lima.

O candidato eleitoral advoga que não há do PS, que governa a região desde 1996, "uma proposta, uma visão" para o setor.

E questiona: "Como é que se vai resolver, por exemplo, o que ficou por fazer relativamente aos atos adiados com a pandemia?"

No que refere aos enfermeiros, o Bloco chama a atenção para contratações feitas ao abrigo de um programa de estágios, numa "desvalorização da carreira e da profissão" considerada "inaceitável" pelo partido.

A campanha eleitoral nos Açores arrancou no domingo e decorre até 23 de outubro, estando o sufrágio marcado para o dia 25.

Nas eleições regionais açorianas existe um círculo por cada uma das nove ilhas (São Miguel, Terceira, Faial, Pico, São Jorge, Graciosa, Santa Maria, Flores e Corvo) e um círculo regional de compensação, reunindo os votos que não foram aproveitados para a eleição de parlamentares nos círculos de ilha.

Ao todo, são 13 as forças políticas que se candidatam aos 57 lugares da Assembleia Legislativa Regional: PS, PSD, CDS-PP, BE, CDU, PPM, Iniciativa Liberal, Livre, PAN, Chega, Aliança, MPT e PCTP/MRPP.

Nas anteriores legislativas açorianas, em 2016, o PS venceu com 46,4% dos votos, o que se traduziu em 30 mandatos no parlamento regional, contra 30,89% do segundo partido mais votado, o PSD, com 19 mandatos, e 7,1% do CDS-PP (quatro mandatos).

O BE, com 3,6%, obteve dois mandatos, a coligação PCP/PEV, com 2,6%, um, e o PPM, com 0,93% dos votos expressos, também um.

Estão inscritos para votar 228.572 eleitores.


 
PUB
Regional Ver Mais
Cultura & Social Ver Mais
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.