Balão que se pensava transportar menino de seis anos foi golpe publicitário da família


 

Lusa / AO online   Internacional   18 de Out de 2009, 18:21

O voo à deriva de um balão que alegadamente transportava uma criança de seis anos e que cativou na quinta-feira milhares de norte-americanos de Fort Collins, no Colorado, foi, afinal, um golpe publicitário da família.

De acordo a polícia do Colorado (Estados Unidos), o balão artesanal que sobrevoou, sem controlo, a localidade de Fort Collins na quinta-feira, e que se temia transportar um menino de seis anos, destinava-se a publicitar um programa televisivo no qual a família iria participar.

O voo durou duas horas e o balão percorreu 80 quilómetros no estado do Colorado. Mas o rapaz foi depois 'encontrado' são e salvo na garagem de casa, 'escondido' numa caixa de cartão.

A família da criança não é suspeita de qualquer crime, mas as autoridades locais poderão acusá-la de conspiração e delinquência sobre um menor, arriscando-se a uma pena de seis anos de prisão ou multa de 500 mil dólares.

A família Falcon participou duas vezes - e foi votada como favorita pelo público - no programa televisivo "Wife Swap", no qual duas mães trocam de família por algumas semanas.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.