Atividade do Centro do Priolo em risco por falta de financiamento

Atividade do Centro do Priolo em risco por falta de financiamento

 

Rui Jorge Cabral   Regional   2 de Mai de 2019, 09:23

Após 16 anos e três programas financiados pelos fundos europeus LIFE, o Priolo deixa de ter um projeto específico e a sua conservação vai integrar agora o LIFE Azores Natura - um projeto mais abrangente - nos próximos nove anos. Contudo, a vertente educativa deixou de ter financiamento

A atividade de sensibilização da população local - num trabalho em ligação com as escolas - e dos turistas para a necessidade da conservação do priolo pode estar em risco a partir deste ano, por falta de financiamento para manter a atividade do Centro Ambiental do Priolo.

Isto porque, após 16 anos e três programas diferentes financiados pelos fundos LIFE - o que foi quase uma exceção neste mecanismo de apoio da União Europeia - a conservação do priolo deixa de ter a partir de junho de 2019 um programa específico, com o fim do projeto LIFE Terras do Priolo.


Ler mais na edição desta quinta-feira, 02 maio 2019, do jornal Açoriano Oriental



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.