Ataques de piratas atingiram nível recorde desde o início do ano


 

Lusa/AOonline   Internacional   23 de Out de 2008, 11:56

Os ataques de piratas ao largo da Somália atingiram um nível recorde desde o início deste ano, indicou o Gabinete Marítimo Internacional (BMI).
Segundo dados do BMI (Bureau Maritime International), 63 dos 199 ataques de piratas ocorreram ao largo das costas somalis e no Golfo de Aden.

    No final de Setembro, 259 membros de tripulações continuavam reféns, referiu a mesma fonte.

    No ano passado, dos 199 ataques registados a navios recenseados, apenas 26 foram atribuídos a piratas somalis.

    “O número de ataques de piratas ao largo da Somália não tem precedentes”, declarou Pottengal Mukundan, presidente do BMI, sedeado na Malásia.

    “È claro que os piratas no Golfo de Aden pensam que podem agir com toda a imunidade quando atacam navios”, adiantou.

    O Conselho de Segurança da ONU tinha adoptado em Junho uma resolução (1816) permitindo a entrada de navios de guerra para perseguir piratas nas águas somalis, consideradas as mais perigosas do mundo.

Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.