Associações ainda sem consenso quanto a candidatura à direção da FPF

Associações ainda sem consenso quanto a candidatura à direção da FPF

 

Lusa/Aonline   Futebol   8 de Set de 2011, 08:47

 A reunião das associações distritais e regionais de futebol, que se realizou quarta-feira à noite em Santarém, foi inconclusiva quanto à posição a tomar pelo movimento associativo no processo eleitoral para a direção da Federação Portuguesa de Futebol (FPF).

Júlio Vieira, presidente da Associação de Futebol de Leiria, que falou em nome das associações que participaram na reunião, disse à agência Lusa que “não houve ainda entendimento quanto à melhor forma de abordar” o processo.

“A discussão tem fundamentalmente a ver com o caminho melhor para o movimento associativo e para o futebol”, que passará ou por uma solução “interna”, alargada a árbitros e jogadores, ou pelo apoio a um candidato “externo”, afirmou.

A reunião de Santarém, que se prolongou até cerca da meia-noite, seguiu-se ao plenário realizado dia 27 de agosto em Viseu, tendo ficado decidida a realização de um novo encontro, em data que terá que ser próxima, dado que se vai aproximando a data limite para apresentação de candidaturas, 27 de outubro, disse Júlio Vieira.

Questionado sobre a possibilidade de as associações ouvirem os candidatos que já se perfilaram, como António Sequeira e, eventualmente, Filipe Soares Franco, Júlio Vieira frisou que primeiro as associações têm de “definir o caminho” que querem seguir, se o de uma candidatura do movimento associativo se de fora.

A reunião desta noite acabou por ser dominada por esta questão, tendo sido apenas dadas informações sobre os assuntos a abordar na audiência a realizar com o secretário de Estado do Desporto e Juventude, Alexandre Mestre, a 27 de setembro, adiantou.

Entre os assuntos a abordar estão o atraso na assinatura do novo contrato-programa entre a FPF e o Instituto do Desporto, a questão do policiamento, a reposição dos diretores técnicos e, “mais uma vez, o risco de se continuar sem ter seleções distritais”, frisou.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.