Aqua Jewel substitui Azores Express na operação sazonal 2019 da Atlânticoline

Aqua Jewel substitui Azores Express na operação sazonal 2019 da Atlânticoline

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   11 de Jun de 2019, 16:51

O Aqua Jewel, do grupo Seajets, vai substituir o Azores Express na operação sazonal 2019 da Atlânticoline, juntando-se, assim, ao Mega Jet que já se encontra nos Açores.

Segundo explica comunicado da empresa, o Aqua Jewel, que no ano passado realizou a operação sazonal da Atlânticoline na época passada, irá iniciar a sua mobilização da Grécia para os Açores, amanhã, dia 12 de junho, estando previsto que inicie as viagens na Região no próximo dia 22 de junho, reforçando a cobertura das próximas festividades, as Sanjoaninas.


Entretanto, a Atlânticoline está a “implementar um conjunto de procedimentos de alteração dos horários, face à existência de um único navio em operação, a partir de 14 de junho e até à entrada ao serviço do Aqua Jewel, implicando um reforço da operação com o navio Mega Jet, a fim de minimizar o impacto da falta de um navio convencional durante este período”, lê-se na nota.


A Atlânticoline refere ainda que os clientes afetados por essas alterações, “com o título de viagem já adquirido, será dada como alternativa a possibilidade de reembolso integral do respetivo valor ou o reencaminhamento para as viagens nos novos horários, conforme a sua vontade”.


Noutra frente, a empresa explica que, apesar de todos os esforços para garantir o navio Azores Express na operação sazonal, tal não foi possível, “uma vez que o armador, face aos sucessivos atrasos no cumprimento das suas obrigações contratuais, apresentou a rescisão do contrato no passado dia 9 de junho”.


Face a esta rescisão, a empresa dos Açores irá encetar os procedimentos legais “contratualmente previstos, para minorar os impactos negativos causados à empresa e a todos os seus clientes, bem como diligenciar, no sentido de ser ressarcida dos danos financeiros provocados pelo seu incumprimento, seja pela falta da entrega atempado do navio, seja, posteriormente, pela tomada de decisão da posição contratual”.



Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.