Aluimento de terras em Borba arrasta retroescavadora e dois automóveis

Aluimento de terras em Borba arrasta retroescavadora e dois automóveis

 

Lusa/AO Online   Nacional   19 de Nov de 2018, 16:50

Uma retroescavadora e dois automóveis foram arrastados para o interior de uma pedreira, na zona de Borba, no distrito de Évora, devido a um aluimento de terras, desconhecendo-se o número de vítimas, indicou fonte do INEM.

Fonte do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) adiantou à agência Lusa que o alerta foi dado às 15h45 (menos uma nos Açores) e que as equipas de socorro não conseguiram, até cerca das 17h30, ter acesso às vítimas, cujo número é ainda desconhecido.

A mesma fonte assinalou que a retroescavadora seria de uma empresa que opera numa das pedreiras da zona, enquanto os automóveis seriam de particulares e ficaram submersos.

O INEM acrescentou que já acionou um helicóptero, uma viatura médica de emergência e reanimação (VMER), uma ambulância de suporte imediato de vida (SIV) e diversas ambulâncias de várias corporações de bombeiros, além de uma equipa de psicólogos.

Anteriormente, fonte do Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Évora avançou à Lusa haver a suspeita que quatro a cinco pessoas poderão ter ficado submersas na pedreira.

"Há a suspeita de quatro a cinco vítimas que estarão submersas no interior da pedreira", afirmou.

As operações de socorro mobilizavam, pelas 18h00, 48 operacionais e 18 veículos das autoridades, além de um helicóptero do INEM.

Na sequência do aluimento de terras, um troço da Estrada Nacional (EN) 255 abateu para dentro de duas pedreiras, que ficam contíguas à via, uma ativada e outra desativada, segundo fontes locais contactadas pela Lusa.

Um percurso de cerca de cinco quilómetros desta estrada está ladeado de pedreiras de mármores.

Na sequência da derrocada, a via está cortada ao trânsito.




Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.