Alexandre Gaudêncio defende redução fiscal no IVA e no IRC

Alexandre Gaudêncio defende redução fiscal no IVA e no IRC

 

Susete Rodrigues/AO Online   Regional   21 de Nov de 2018, 15:35

Alexandre Gaudêncio, presidente do PSD/Açores anunciou esta quarta-feira a apresentação de uma proposta de redução de impostos, em sede de IVA e de IRC, visando "recuperar, em dois anos civis, o diferencial fiscal dos 20 para os 30%. E devolvendo, efetivamente, mais poder de compra às pessoas e às empresas".

Alexandre Gaudêncio falava após uma reunião com a direção da Câmara do Comércio e Indústria de Ponta Delgada, inserida na auscultação à sociedade civil, à população e aos militantes do partido, que o líder social democrata está a fazer tendo em vista a discussão, na próxima semana, do Plano e Orçamento (PO2019) da Região.

"O PO2019 prevê uma carga fiscal extremamente pesada. Nunca se pagaram tantos impostos nos Açores, como se prevê pagar em 2019", afirmou, citado em comunicado.

"Estamos a falar de um aumento de 60 milhões de euros, entre 2017 e o que se prevê para o próximo ano", alertou Gaudêncio, dando voz "a uma preocupação que nos foi relatada pela CCIPD e que também nos chega das pessoas lá em casa".

O presidente do PSD/Açores frisou ainda que "é o próprio Governo Regional que está sempre a falar em devolver poder de compra aos açorianos, mas na prática isso só será possível com a descida que vamos propor, passando a taxa máxima de IVA dos atuais 18% para 16%"".

Alexandre Gaudêncio considera que, desta forma, "não se vai penalizar um Orçamento que já está previsto, mas é a maneira do PSD/Açores permitir às pessoas, e não ao governo, terem mais dinheiro. É disso que se trata".

O líder social democrata assegurou a apresentação de mais propostas de alteração ao PO2019, "que será aprofundada no encerramento das nossas jornadas parlamentares", que terminam esta tarde, em Ponta Delgada.


Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.