Agências de viagens tradicionais apostam nas novas tecnologias para aumentar rentabilidade

Agências de viagens tradicionais apostam nas novas tecnologias para aumentar rentabilidade

 

Lusa / AO online   Economia   19 de Out de 2007, 22:02

A aposta nas novas tecnologias de informação e comunicação (TIC) para aumentar a rentabilidade das agências de viagens tradicionais constitui uma das tónicas de uma convenção, que começou hoje em Reguengos de Monsaraz (Évora).
Trata-se da Convenção Nacional do grupo GEA, grupo de agências de viagens independentes, nascido em 2003 e que conta com cerca de 230 empresas de viagens, de pequena e média dimensão, associadas.

    Pedro Gordon, director do grupo GEA Portugal, explicou à agência Lusa que a convenção, a decorrer até domingo, vai debater o papel das novas TIC na minimização de custos e como forma de “ganhar eficiência na gestão comercial e operacional”.

    “Um dos objectivos é transferir para os clientes, através da Internet, algum do trabalho das agências de viagens”, disse Pedro Gordon, defendendo que as empresas devem manter a vertente tradicional, em paralelo com a venda on-line.

    Em termos gerais, o responsável disse que o mercado turístico registou este ano “um leve crescimento” e que as perspectivas para 2008 dependem da evolução dos mercados.

    Nos trabalhos da convenção participam cerca de 140 representantes de agências de viagens que vão também conhecer de perto das potencialidades turísticas do concelho, localizado nas margens da albufeira de Alqueva.
Açormédia, S.A. | Todos os direitos reservados

Este site utiliza cookies: ao navegar no site está a consentir a sua utilização.
Consulte os termos e condições de utilização e a política de privacidade do site do Açoriano Oriental.